sexta-feira, 10 de abril de 2015

"cada um na sua casa" com Rihanna

"Cada um na Sua Casa", a partir de quinta-feira (9) nos cinemas brasileiros, é o título traduzido da mais recente animação em 3D da Dreamworks, um sucesso nos EUA há muito buscado pelo estúdio, cujo último hit original (excluindo as sequências) foi "As Aventuras de Peabody & Sherman", lançado em março do ano passado.
Se o nome em português enfatiza o conflito entre moradores do planeta Terra e alienígenas, a alma do filme está mais próxima do título original: "Home". Inspirado no livro de Adam Rex, o filme trata do que significa, afinal de contas, sentir-se em "casa", a partir das desventuras de dois adolescentes --a muito humana Tip (vivida por Rihanna no original, e, na versão dublada para o Brasil, por Carina Eiras) e o ET Oh (na voz original de Jim Parsons, com Raphael Rossatto dublando no Brasil).
O grande trunfo do filme, que discute também de forma original temas como a superação de medos no caminho para a vida adulta e o valor real das grandes amizades, é o elenco amealhado pelo diretor Tim Johnson. Especialmente Rihanna na pele de Tip, Jim Parsons (o Sheldon da série "The Big Bang Theory") na de Oh e um inspirado Steve Martin se divertindo como a voz do atrapalhadíssimo vilão alienígena Capitão Smek. Jennifer Lopez não faz feio como Lucy e ela e Rihanna colaboram com a trilha musical na medida certa.
"A Tip definitivamente se sente como muitos imigrantes da vida real. Ela vê, por exemplo, sua família ser separada à força, a mãe sendo levada para local um desconhecido. O filme, definitivamente, mexe com temas importantes e atuais, e eu me achei a cara dela, ou melhor, ela é a minha cara, né? Exatamente como a Tip, eu me senti a 'diferente' muitas vezes na minha vida. Quando eu deixei Barbados e me mudei para os EUA afim de avançar em minha carreira musical, gente, eu tinha apenas 16 anos, né? Nossa, a Tip sou eu!", diz a atriz e cantora do hit "Umbrella".
"O que me fez querer dirigir o filme foi a multiplicidade de elementos. Você pode tirar várias ideias desta história, incluindo uma discussão sobre a imigração, além de se tratar, claro, também, de uma trama divertida para crianças de todas as idades, diz Johnson, de "FormiguinhaZ" e, mais recentemente, "Os Sem-Floresta".

"A Tip definitivamente se sente como muitos imigrantes da vida real. Ela vê, por exemplo, sua família ser separada à força. O filme mexe com temas importantes e atuais. Exatamente como a Tip eu me senti a 'diferente' muitas vezes. Quando eu deixei Barbados e me mudei para os EUA afim de avançar em minha carreira musical, gente, eu tinha apenas 16 anos, né? Nossa, a Tip sou eu! Rihanna, sobre sua personagem em "Cada Um na sua Casa" 

Um comentário:

Pekinez Garcia disse...

Muito bom Mau... assisti com meu filho de 4 anos no cinema e adoramos!

meus videos favoritos

Loading...